Vereadores discutem transporte público com diretor da Serra Verde

por Comunicação da Câmara publicado 24/04/2018 17h50, última modificação 25/04/2018 16h47
Vereadores discutem transporte público com diretor da Serra Verde

Diretor da Serra Verde sabatinado na Câmara. Foto: ACCM

.

O diretor comercial e de relacionamento da empresa de transporte Serra Verde, Roberto Torres Santana, esteve nesta segunda-feira (23) na Câmara de Itabirito. Ele foi sabatinado pelos vereadores.

.

Apesar de ser de situação, o vereador Renê Butekus (PSDB) é o que tece as mais duras críticas ao sistema de transporte público de Itabirito. Contudo, não houve enfático embate entre ele e o diretor. Durante a sabatina, o clima foi cortês.

.

Dentre vários questionamentos, o vereador perguntou por que a empresa não possui cobradores nos coletivos, como em tempos passados. O diretor respondeu que foi uma maneira de equilibrar as contas, substituindo a função de cobrador pela bilhetagem eletrônica (que, segundo ele, facilita a vida do usuário). Os cobradores foram reaproveitados em outras funções na empresa. Todavia, não especificou se foram todos.

.

Disse também que se trata de uma tendência mundial. “Só existe cobradores no Brasil e em Angola”, afirmou.

Rocha do PT quis saber se existe a possibilidade da volta do trabalho dos cobradores nos ônibus. O diretor não descartou a hipótese, mas afirmou: “não há nenhum plano de retomar com os cobradores”.

.

O vereador Ricardo Oliveira (PPS) questionou a respeito da má qualidade dos pontos de ônibus, sem desqualificar o esforço por mudança da situação por meio da Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Itabirito.

O diretor disse que se o Município tiver interesse é possível que a empresa assuma parte das despesas de implantação e manutenção de novos pontos de ônibus, que segundo ele, serão modelos.

.

O vereador Max Fortes (PSB) enfatizou a novidade trazida pelo diretor. Trata-se de um aplicativo para celulares que dirá exatamente que horas o ônibus da Serra Verde irá passar em qualquer ponto de Itabirito.

O aplicativo será gratuito e estará disponível, em fase de testes, daqui a três meses.

.

Léo do Social (PMN) colocou uma questão que sempre ocupa espaço nas redes sociais: a acusação de que o serviço de transporte público é precário, que os ônibus são má qualidade. “Temos de saber qual é a verdade”, disse o vereador.

.

O diretor, de maneira calma, disse que a melhor forma de solucionar a dúvida é que cada vereador entre e fiscalize cada um dos ônibus. “Nossa frota é a mais nova do interior de Minas Gerais. Os municípios que estão em 1º e 3º lugar também são atendidos pelo nosso grupo”, afirmou o diretor com base em dados da Fetran (Federação da Empresa de Transporte de Passageiro).

.

Atrasos

.

Vereadores como Geraldo Mensanha (PSD), Dr. Edson (PRB), Arnaldo (MDB) e Rose da Saúde (PSDC) também se expressaram.

Tanto a oposição quanto a situação questionaram sobre o “calcanhar de aquiles” da empresa (nas palavras do próprio diretor), ou seja, o ponto fraco. Trata-se dos atrasos.

.

Em pesquisa encomendada pela empresa, esse é exatamente o quesito em a popularidade da empresa está menor que média nacional.

.

O diretor afirmou que a equipe Serra Verde trabalha para resolver os eventuais atrasados. “São problemas de trânsito e não de transporte. Itabirito tem um gargalo na área central por onde passa todas as linhas. Qualquer problema nesse gargalo tem reflexo em todo o sistema. Todos os nossos ônibus são monitorados por GPS, temos os cálculos de todos os atrasos. São poucas as sugestões para resolver os problemas de trânsito em Itabirito e são muitas as críticas, mas que um tempo para cá diminuíram drasticamente depois que começamos a trabalhar as redes sociais”, disse.  

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.