Requerimento de vereador pede à Vale que indenize associações comunitárias de Itabirito pelo cancelamento da Julifest 2019

por itb publicado 02/07/2019 17h39, última modificação 02/07/2019 17h39
Requerimento de vereador pede à Vale que indenize associações comunitárias de Itabirito pelo cancelamento da Julifest 2019

Vereador Toninho da Associação defende seu requerimento no plenário da Casa Legislativa. Foto: Câmara/Romeu Arcanjo

.

Por causa do cancelamento da Julifest 2019, em Itabirito (MG), o vereador Toninho da Associação (MDB) pediu à Vale que indenize as associações comunitárias itabiritenses. O requerimento, deferido pelo presidente da Câmara Rodrigo Campos Chagas (o Rodrigo do Porco - PSD), foi também destinado ao Ministério Público para que o órgão estadual possa fazer a mesma exigência à mineradora pela via judicial.  

.

A Julifest é uma das maiores festas do interior de Minas. O evento acontece uma vez ao ano em Itabirito e traz, em seus quatro dias de duração, um show de renome nacional por dia para atrair público de todo estado. Chega a reunir até 40 mil pessoas quando há show muito concorrido. O festival fomenta a economia local: hotéis, postos de gasolina, supermercados, barraqueiros da orla da festa etc. Contudo, são as associações comunitárias itabiritenses (que participam por meio de barracas estilizadas) as que mais arrecadam com o evento. Nos quatro dias de festa, uma associação chega a faturar 50 mil reais. Trata-se da principal fonte de arrecadação dessas instituições.

.

Depois das tragédias de Mariana e Brumadinho e as consequentes mudanças na classificação das barragens, a Julifest foi cancelada. Isso porque se concluiu que seria arriscado reunir um número expressivo de pessoas em uma área de Itabirito com a possibilidade de rompimento de barragens de rejeito cuja lama atingiria o município.

.

Ou seja, cancelou-se a mais tradicional festa de Itabirito por uma situação que tem a ver diretamente com a mineradora. Por isso, segundo o vereador, indenizações, pelo menos para beneficiar as associações comunitárias, são necessárias. Tais entidades, em seu dia a dia, já enfrentam, com a Julifest, dificuldades financeiras para promover suas ações. Sem a festa então, a situação se torna ainda mais caótica.

.

“Como não terá a festa, as associações ficarão prejudicadas. Elas venderiam em média de 80 mil a 90 mil reais, e lucrariam de 45 mil a 50 mil reais. A responsabilidade pela não realização da festa é da Vale. Seriam indenizadas somente as entidades que participaram das duas últimas edição da Julifest. É por meio do dinheiro da festa que as associações sobrevivem. Dinheiro esse que não receberão este ano”, disse Toninho.

.

Procurada, por meio de telefonemas e e-mail, a Vale ainda não se pronunciou. Quando a resposta da mineradora vier, será publicada.

.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.