Câmara discute Projetos de Lei sobre meio ambiente.

por Assessoria de Comunicação publicado 09/05/2017 17h08, última modificação 09/05/2017 17h08

A Reunião Ordinária da última segunda feira (08/05) que teve início às 18h, um pouco mais cedo que o habitual devido a chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida à cidade, foi marcada pela discussão de novos Projetos de Lei, sendo a maioria deles de autoria do Executivo.

Dentre os Projetos que entraram na pauta do dia, dois deles são de autoria do legislativo e tratam de assuntos sobre o meio ambiente. Especificamente, o Projeto de Lei nº 21/2017 de autoria do vereador "Toninho", dispõe de diretrizes para instituição de programa da coleta seletiva contínua de resíduos eletrônicos e tecnológicos e o Projeto de Lei nº 22/2017 de autoria do vereador Geraldo Mendanha que autoriza o poder executivo a destinar áreas públicas para implantação de ecopontos no município de Itabirito.

Sobre o Projeto de sua autoria, o vereador Geraldo Mendanha explicou que "Esse projeto foi baseado no fato de que hoje a gente vê que por mais que a prefeitura, o prefeito e a Secretaria de Limpeza Urbana faça o mutirão da limpeza, que vá nos bairros, limpe e tire toda aquela sujeira e materiais que pessoas jogam em locais inadequados, as vezes a prefeitura vai e faz essa limpeza, mas não se passa um dia  e já tem lixo de novo e então há muita reclamação sobre isso, não só na parte urbana do município como na zona rural. O projeto visa dar um local certo para pessoas que as vezes não tem de pegar o material e levar para um ponto como o lixão ou um local certo, então terão pontos dentro da cidade que serão criados com essa coleta onde a prefeitura apossa estar auxiliando." O vereador Léo do Social elogiou "eu achei o Projeto muito interessante. Eu pedi vista dele para poder tentar contribuir com algumas coisas, mas é um projeto muito 'bacana' e com certeza tem o meu total apoio." Ainda dentro da discussão, o vereador Max Fortes completou "é um Projeto que também é para gerar cera economia para os cofres públicos. Isso é muito interessante porque vai reduzir na questão da manutenção e da limpeza dos bairros, vai reduzir algumas coletas que a prefeitura faz quando chegam os protocolos no executivo. Se trata de dois projetos complementares (projetos 21 e 22/2017) e são ambos muito interessantes."

Na Sessão, além dos novos Projetos e dos Projetos já em discussões anteriores, também entraram em pauta, como o habitual, diversos requerimentos e indicações sobre melhorias em vários aspectos do município. 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.